RIO + SEGURO

Dúvidas

Perguntas frequentes

Vai ter posto fixo do RIO + SEGURO?

Dois micro-ônibus serão usados como bases operacionais do RIO+SEGURO. Eles darão todo o suporte às equipes de segurança envolvidas no projeto, que também terão à disposição 10 viaturas e 33 motocicletas todos os dias, 24 horas por dia.

Todo esse efetivo tem como objetivo intensificar e aperfeiçoar a atuação dos agentes de segurança no Leme e em Copacabana no enfrentamento aos pequenos delitos e desordem urbana, principalmente o acolhimento da população de rua, e coibir a atuação de ambulantes ilegais, que representam 82% das reclamações dos moradores dos dois bairros, segundo levantamento feito via redes sociais sobre as principais preocupações sobre segurança das pessoas que moram na região.

Com estas ações, o RIO+SEGURO espera reduzir os índices de criminalidade na região, aumentar a sensação de segurança dos moradores e melhorar o ordenamento urbano no Leme e em Copacabana, bairros com alto potencial turístico. Entre os 280 agentes de segurança a mais que atuarão nos dois bairros, o RIO+SEGURO contará com o reforço de 140 policiais militares, que irão atuar em conjunto neste projeto-piloto, pioneiro na área de segurança do país.

O RIO+SEGURO inova ao associar planejamento, inteligência e tecnologia na prevenção à desordem urbana e aos pequenos delitos. Na fase de planejamento, as equipes de segurança envolvidas no RIO+SEGURO vão analisar dados estatísticos e informações obtidas pelos setores de inteligência sobre Copacabana e Leme, que foram responsáveis por elaborar um mapa das manchas de desordem e dos pontos com maior incidência de pequenos delitos.

Com esses dados em mãos, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e a Guarda Municipal irão orquestrar ações conjuntas de acolhimento de população em situação de rua e a organização do comércio ambulante legal, aumentando, assim, o sentimento de segurança e a qualidade de vida dos moradores e visitantes de Copacabana e Leme.

O RIO+SEGURO também terá um suporte tecnológico importante na luta contra a criminalidade: serão 54 câmeras espalhadas em pontos estratégicos de Copacabana e do Leme, que serão monitoradas em tempo real pelas equipes do Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal. Essa equipe, que funciona no Centro de Operações Rio, será responsável por enviar às delegacias locais, como a 12ª e 13ª Delegacia de Polícia e a Delegacia Especial de Apoio ao Turista, imagens de flagrantes de crimes. Esses vídeos serão repassados instantaneamente aos delegados responsáveis pelos inquéritos e poderão ser utilizadas como evidência para fundamentar pedidos de prisões de suspeitos à Justiça.

Para realizar esse trabalho, os agentes que atuam no Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal recebem treinamento para analisar e identificar padrões de comportamento suspeito. O intuito é que esse núcleo também possa informar os agentes de segurança que atuam nas ruas de Copacabana e Leme sobre pessoas suspeitas na iminência de cometer algum crime, viabilizando, dessa maneira, uma ação preventiva dos agentes. Além das câmeras, o RIO+SEGURO também irá aplicar um Mapa Operacional, que possibilita a localização exata de cada um dos agentes de segurança envolvidos na operação e a comunicação integrada das equipes. Por meio de smartphones, será possível que os guardas municipais recebam informações sobre as suas tarefas diária e imagens de pessoas suspeitas de cometer delitos.

Compartilhe:
FacebookTwitter

Contato